Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.internal_encoding is deprecated in /var/www/html/pmate.ua.pt/linux/conferencias/edufin2014/libraries/joomla/string/string.php on line 28

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.input_encoding is deprecated in /var/www/html/pmate.ua.pt/linux/conferencias/edufin2014/libraries/joomla/string/string.php on line 29

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.output_encoding is deprecated in /var/www/html/pmate.ua.pt/linux/conferencias/edufin2014/libraries/joomla/string/string.php on line 30

Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/pmate.ua.pt/linux/conferencias/edufin2014/libraries/joomla/filter/input.php on line 652

Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/pmate.ua.pt/linux/conferencias/edufin2014/libraries/joomla/filter/input.php on line 654
Resumos / abstracts
Logo

Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/pmate.ua.pt/linux/conferencias/edufin2014/libraries/joomla/filter/input.php on line 652

Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/pmate.ua.pt/linux/conferencias/edufin2014/libraries/joomla/filter/input.php on line 654

Resumos /abstracts

Índice

Psicologia Econômica e Seu Impacto Sobre Programas de Educação Financeira - você sempre escolhe o que é melhor para você?. 1

Educação Financeira: Uma mera questão de educação ou uma questão de cidadania?  1

Measuring Financial Knowledge: The Effectiveness of Comprehensive vs. Specific Measures  3

A importância de ações de sensibilização para uma cidadania+ ativa: EDUCAÇÃO+ FINANCEIRA   4

Formação de professores: Educação financeira em contexto escolar.. 5

O projecto Aflatoun – educação social e financeira. 6

“Sonhamos… e lá vamos”: Educação Financeira no pré-escolar.. 7

Comer saudável, gastando pouco!8

PERCEÇÃO DA SEGURANÇA NA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE HOMEBANKING.. 9

Da invisibilidade ao ingresso discreto das Crianças no espaço das trocas mediadas pela moeda   10

Poupança para a reforma: qual o efeito da literacia económica e financeira?. 10

Simulador de Serviços Bancários On-Line como Ferramenta de Educação Financeira   12

The geography and socio-demographic determinants of literacy.. 14

Programa de Educação Financeira para Inclusão Socioeconômica Sustentável (PEFISS)15

Gestão Familiar: Uma abordagem metodológica.18

De Mesada em Mesada até ao Orçamento Familiar, A Educação Financeira dos mais Jovens – “O Jogo do Poupinhas”. 19

O Ensino Básico e a Educação Financeira.. 22

A Rede de Apoio ao Consumidor Endividado – objetivos perseguidos e atividades desenvolvidas  24

O (sobre)endividamento das famílias: Prevenir ou Solucionar?. 24

COMPETÊNCIAS E MOTIVAÇÕES DOS ADULTOS PARA A APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA.. 26

Paradoxos da Decisão... financeira e não só!27

A inclusão financeira da população universitária - Estudo aplicado aos alunos do IPLeiria   28

 

 


 

Psicologia Econômica e Seu Impacto Sobre Programas de Educação Financeira - você sempre escolhe o que é melhor para você?

 

Vera Rita de Mello Ferreira | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Vértice Psi, Brasil

 

Resumo: Psicologia Econômica é um campo de estudos com crescente relevância, contabilizando mais de um século de existência e três Prêmios Nobel de Economia outorgados a seus pesquisadores (Herbert Simon, 1978, Daniel Kahneman, 2002, e Robert Shiller, 2013). Ela investiga o comportamento econômico de indivíduos, grupos, gestores, populações e governos, com foco sobre as limitações psicológicas comumente encontradas na tomada de decisão, em setores como poupança, endividamento, investimentos, previdência, inflação, desemprego, meio-ambiente, políticas públicas e muitos outros. Procura explicar, por meio de pesquisas empíricas, os erros sistemáticos cometidos pelas pessoas, em seu cotidiano, quando se veem diante da necessidade de administrar recursos finitos, como dinheiro, tempo, esforços e recursos naturais. Após a crise econômica de 2008, a disciplina, que também pode ser denominada Economia Comportamental, ganhou grande visibilidade em todo o mundo, e também passa a colaborar, intensamente, com iniciativas de educação financeira, conforme vem ocorrendo no Brasil. A combinação de psicologia econômica e educação financeira busca atingir, com maior efetividade, mudanças de hábito e comportamento, em direção a uma maior capacitação financeira de seu público-alvo.

 

Educação Financeira: Uma mera questão de educação ou uma questão de cidadania?

 

José Dias Lopes | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

ISEG – Instituto Superior de Economia e Gestão

 

Resumo. Progressivamente, à medida que a crise económica que abala o mundo desde 2007 se instalava, o debate sobre a Educação Financeira foi-se aprofundando. Este debate não teve por origem a referida crise, mas esta e os seus contornos, não pôde deixar de o influenciar.

Esta comunicação tem por objetivo discutir a educação financeira tendo como envolvente precisamente a presente crise económica.

A discussão em torno da educação financeira não pode ignorar:

                     Que o epicentro desta crise se situou no sistema financeiro,

                     Que, frequentemente, são associadas ao sistema financeiro, e se considera que estão na origem da crise, más práticas ao nível da gestão das empresas e ruturas significativas no plano da ética,

                     Que, mesmo depois da crise instalada e de se perceberem algumas das suas origens, continuarem a surgir exemplos de que as más práticas se mantém e de que há poucos indícios que o estilo de gestão das instituições financeiras se tenha alterado.

As questões enunciadas não podem ser ignoradas porque elas condicionam a imagem do sistema financeiro, a forma como os consumidores se relacionam com os bancos, a confiança que têm nestas instituições, o modo como encaram a poupança e o crédito, enfim, a imagem que têm, a confiança que depositam e segurança quem sentem quando recorrem ao sistema financeiro.

Nenhum dos aspetos considerados é despiciendo quando abordamos a questão da educação financeira. Se o fosse, a educação financeira seria uma “mera” questão pedagógica - do âmbito do ensino, portanto. Não lhe retirava importância mas, inevitavelmente, retirava-lhe alcance

Mas a educação financeira é muito mais do que isso.

Ela é em primeiro lugar, uma questão de cidadania, porque, independentemente do nível de desenvolvimento da economia, o acesso aos serviços financeiros, sejam eles poupança, crédito ou meios de pagamento, constitui sempre uma forma de integração social. A facilidade no acesso aos serviços financeiros e a capacidade para fazer deles bom uso decorre do nível de literacia financeira da sociedade.

Em segundo lugar, ela constitui uma questão de eficiência na utilização dos recursos económicos, porque a economia no seu todo nunca ganha quando um mau negócio financeiro se realiza porque há desconhecimento de uma das partes. A educação financeira é determinante para o bom funcionamento do sistema financeiro.

Finalmente, a educação financeira é também uma questão de proteção do cliente dos serviços financeiros, e se se associa a necessidade de educação financeira à necessidade de proteção do cliente/consumidor, então é porque que a relação cliente/banco é uma relação assimétrica e a literacia financeira é um veículo de compensação dessa assimetria.

É a partir deste conjunto de ideias que se desenvolve esta comunicação, procurando refletir sobre a importância literacia e da educação financeira para lá da questão meramente pedagógica.

 

Measuring Financial Knowledge: The Effectiveness of Comprehensive vs. Specific Measures

 

Nicolini G., Cude B., Chatterjee S., Henager, R.

 

Abstract: This paper compares different approaches to measure financial knowledge. Several studies on consumer finance have tested the relevance of financial literacy in explaining financial behavior, usually using financial knowledge indices created by summing the correct answers to a set of multiple-choice questions. These questions generally cover a wide range of topics, from compound interest to inflation and diversification. On average, results show low levels of financial knowledge, and the authors conclude that a lack of knowledge has negative consequences for the respondents’ personal finance and would benefit from financial education. In this paper the authors investigate how a different approach to measure financial knowledge affects the assessment of consumers’ financial knowledge. Standard measures of financial literacy are compared with alternative measures that try to match what people know with their need for that knowledge. The aim of the paper is to investigate the robustness of existing measures of financial literacy by testing alternative measures. Using data of a sample of more than 20,000 American adults from the 2009 and 2012 FINRA National Financial Capability Studies, a set of logistic and ordered logistic regressions is used to test the relationship between financial knowledge and the use of financial products (mortgages and investment products). Results suggest that focused measures of financial knowledge that take into account only knowledge about a specific and directly relevant topic are more effective in explaining the relationship between  financial knowledge and consumer financial behavior, reducing the noise in data that occurs when general standard measures of financial literacy are used.

Keywords: financial literacy, financial behavior.

A importância de ações de sensibilização para uma cidadania+ ativa: EDUCAÇÃO+ FINANCEIRA

The importance of raising awareness for a + active citizenship actions: +financial education

 

Catarina Tavares | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

PmatE/Universidade de Aveiro

 

Resumo: A Universidade de Aveiro, através do Projecto Matemática Ensino (PmatE), em parceria com a Caixa Geral de Depósitos, tem vindo a desenvolver o projeto EDUCAÇÃO+ Financeira.

Pelo quarto ano consecutivo, este projeto, constituído por uma exposição itinerante com atividades interativas acompanhada por um ciclo de conferências “Construindo uma educação + financeira”, percorreu todos os distritos de norte a sul do país, contabilizando já mais de 70 localidades e aproximando-se dos 60.000 participantes. Este projeto visa a sensibilização para a importância da educação financeira, despertando o interesse e mobilizando a comunidade educativa e a população, em geral, para este tema, de forma a inclui-lo nas escolas.

Após os três primeiros roadshows, pretendíamos saber qual a importância e o impacto local e temporal que estas ações de sensibilização, com caráter pontual, alcançaram. Assim, decidimos regressar a algumas localidades para avaliar estas questões junto a professores e alunos, de forma a tentar perceber o efeito provocado, pela participação no projeto EDUCAÇÃO+ Financeira, testemunhado por quem regressou para uma nova visita. As opiniões recolhidas serão partilhadas na 5ª Conferência Internacional de Educação Financeira e sugerem que esta experiência foi muito interessante.

Para testemunhar a contribuição do projeto EDUCAÇÃO+ Financeira para uma cidadania+ ativa estará uma professora que participou nestas ações.

Palavra-chave: Educação Financeira, exposição itinerante e interativa, Projeto Matemática Ensino, sensibilização, cidadania.

Abstrat: The University of Aveiro, through the Mathematics Education Project (PmatE), in partnership with CGD, has developed the +Financial EDUCATION project.

For the fourth consecutive year, this project, consisting on a traveling exhibition with interactive activities accompanied by a cycle of conferences "Building a +financial education", toured all the districts from the north  to the south of the country, including over 70 locations and reaching up to 60,000 participants. This project aims to raise awareness of the importance of financial education, arousing interest and mobilizing the educational community and the public, in general, to this topic in order to include it in schools.

After the first three roadshows, we wanted to understand the importance and the local and temporal impact these awareness sessions, with punctual character, achieved. So, we decided to return to some locations to evaluate these issues with teachers and students in order to try to understand the effect caused, by participation in +Financial Education project, witnessed by those who returned for another visit. The opinions collected will be shared at the 5th International Conference on Financial Education and show that this experience was very interesting.

To witness the contribution of the +Financial Education project for a +active citizenship there will be a presentation from a teacher who participated in these actions.

Keywords: Financial Education, traveling interactive exhibition, Mathematics Education Project, awareness, citizenship.

 

Formação de professores: Educação financeira em contexto escolar

 

Sérgio Cruz | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

PMATE, Universidade de Aveiro

 

José Rosa | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

AVCOA

 

Resumo: A adoção do Referencial de Educação Financeira, em 2013, foi um marco importante para o desenvolvimento da educação financeira nas escolas. É agora fundamental e urgente “fazê-lo chegar” aos professores.

Para isso é necessário o desenvolvimento de processos de formação que estimulem os professores para a descoberta de formas de exploração das questões da educação financeira, não apenas nos espaços extracurriculares mas, fundamentalmente, dentro dos programas disciplinares.

Mas os professores só adotarão a educação financeira se sentirem que isso contribui positivamente para as aprendizagens. A educação financeira não pode ser encarada apenas como mais uma responsabilidade a que a Escola tem de dar respostas. A educação financeira, antes de mais, tem de ser sentida como uma oportunidade para trazer ao processo de aprendizagem, novamente, as “velhas” questões do dinheiro. Afinal, a principal finalidade de todas as aprendizagens: desenvolver cidadãos – pessoas com capacidade para garantir o seu sustento e das suas famílias, de forma sustentada, ao longo da vida.

Este é o real desafio que se coloca ao processo e às ações de sensibilização, mobilização e formação de professores.

Palavras-chave: Formação de professores, educação financeira.

Abstract: The adoption of Core Competencies for Financial Education in 2013 was an important milestone for the development of financial education in schools. It is now crucial and urgent "to get it to" teachers.

This requires the development of training processes that encourage teachers to discover ways of exploring the questions of financial education, not only in extracurricular spaces but fundamentally within the disciplinary programs.

But teachers will only adopt financial education if they feel it contributes positively to the learning process. Financial education can not be seen as just another responsibility that the school has to give answers. Financial education must be felt as an opportunity to bring to the learning process, again, the “old” questions of money. After all, the main purpose of all learnings: developing citizens – people with the capacity to ensure their livelihood and their families in a sustained way, lifelong.

This is the real challenge for the process of sensitization, mobilization and training of teachers.

Keywords: teachers training, financial education.

 

O projecto Aflatoun – educação social e financeira

 

Susana Albuquerque | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

ASFAC

 

Resumo:

·        Vantagens: Programa holístico que combina educação social e financeira

·        Dinâmicas de ensino: os jovens no centro da aprendizagem

·        Rede consistente de organizações parceiras

·        Casos de sucesso portugueses

 

“Sonhamos… e lá vamos”: Educação Financeira no pré-escolar

 

Lina Nascimento | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Jardim de Infância da Vila do Bispo

 

Resumo:No jardim-de-infância da Via do Bispo, um grupo de 18 meninos dos 3 aos 5 anos, da sala 2, tinham o sonho comum de irem ao Oceanário de Lisboa “dormir com os tubarões”.

Sabiam também que em Lisboa havia uma cidade de brincar onde podiam ganhar e gastar dinheiro e onde podiam ser e fazer o que mais gostassem – chamava-se Kidzania. Decidiram que também queriam visitá-la.

Então resolveram trabalhar afincadamente para concretizarem este seu sonho.

Sabiam apenas que o sonho é o início do caminho do sucesso.

Construíram assim 3 simpáticos porquinhos-mealheiros – uns manos inseparáveis (Poupas Grunhim, Investe Grunhim e Pradar Grunhim).

Depois definiram com as famílias qual o seu rendimento fixo. Em paralelo, decidiram como iriam “alimentar” o Investe Grunhim e o seu mano Pradar, sabendo que o Poupas Grunhim seria inteiramente para aplicar no seu sonho.

Será que conseguiram?

Palavras-chave: Pré-escolar, Sonho, Educação financeira, Porquinho-Mealheiro, Crianças, Dinheiro

Abstract: A group of children between 3 and 5 yeas of age, from the Vila de Bispo nursery school, had a coomon dream, to visit the Oceanirium in Lisbon and spend the night and sleep with the sharks!

They had also heard that Lisbon had a 'playtown' where they could earn and spend their money, where they could do what they most enjoyed doing, this magical place was called Kidzania, so that was where they wanted to go!

To achieve this they worked tiredlessly to accomplish their dreams!

The only thing they were sure of was that a dream is the start of the road to success.

To reach their goals, they prepared 3 very connected piggy banks, (savings Grunhim, investment Grunhim and Donation Grunhim).

They then decided with their families what their fixed income would be, alongside they set out how they could "feed" Investment Grunhim and donation Grunhim, knowing very well that all of the Savings Grunhim would be used to fund their dream.

So, were they able to achieve their dream??

Keywords: pre-school, dream, financial education, Piggy Bank, children, Money.

 

Comer saudável, gastando pouco!

Healthy eating, spending less!

 

Sara Fernandes | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Espaço Nutrisabores

 

Resumo: A procura por alimentos naturais e mais saudáveis tem crescido consideravelmente. No entanto, dada a elevada diversidade alimentar e a falta de tempo, comer saudável pode parecer desafiante neste atual contexto socioeconómico. Com algumas recomendações práticas, é possível comer melhor, poupando mais.

Palavras-chave: Alimentação, Saúde, Economia, Bem-estar

Abstract: Demand for natural and healthier foods has grown noticeably. However, with wide variety of natural food and consumers lack of time, eating healthy can seem challenging in this current social-economic context. With some practical recommendations, you can eat better, saving more.

Keywords: Food, Health, Economy, Well being

 

PERCEÇÃO DA SEGURANÇA NA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE HOMEBANKING

 

Mário Carrilho Negas | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Departamento de Ciências Sociais e de Gestão

Universidade Aberta

Centro de Administração e Políticas Públicas - CAPP-ISCSP

Lisboa-Portugal

 

José Martinho Lopes | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Universidade Europeia

Lisboa-Portugal

 

Elsa Rosário Negas |

Departamento de Arquitectura e Artes

Universidade Lusíada de Lisboa

Centro de Investigação em Território, Arquitectura e Design (CITAD)

Lisboa-Portugal

 

Resumo: O objetivo principal do estudo é a análise da perceção da segurança pelo utilizador dos serviços de homebanking, Vários estudos têm analisado os fatores associados à segurança na utilização destes serviços, e procurado identificar técnicas, procedimentos e algoritmos assim como comportamentos de risco associados aos utilizadores dos serviços de homebanking. Eventualmente os utilizadores para melhor poderem adotar comportamento que favoreçam o aumento dos níveis de segurança na utilização dos serviços de homebanking devem ser conhecedores, pelo menos das aplicações informáticas que possibilitem melhorar a segurança na utilização e os tipos de fraude informáticas a que estão sujeitos. No contexto do estudo realizado, verificou-se que as variáveis que tendem a ter maior influência na utilização com níveis de segurança mais adequados dos serviços de homebanking são a idade e os comportamentos que valorizam a importância do fator segurança.

Palavras-chave: Homebanking, Segurança bancária, Cibercrime, Perfil do utilizador.

Keywords: Homebanking, Banking Security, Cyber crime, User profile.

 

Da invisibilidade ao ingresso discreto das Crianças no espaço das trocas mediadas pela moeda

 

Rosa Madeira | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. l

Departamento de Educação, Universidade de Aveiro

 

Resumo: Embora a Convenção dos Direitos da Criança, tenha sido ratificada por Portugal em 1990, o direito da criança a participação social em outros contextos para além dos espaços doméstico e escolar raramente é invocado. A consagração formal do estatuto da criança como sujeito de direitos não tem tido um impacto suficientemente desestabilizador da imagem da criança como objeto passivo de cuidados e de socialização pelos adultos. A dominância da imagem da criança como filha ou como aluna explica em parte a sua invisibilidade social como sujeito e ator social no espaço público; isto é o que tem sido problematizado com recursos teóricos da sociologia da infância, que reclama o reconhecimento das crianças como categoria social de tipo geracional e como ator social competente, que também influencia e é influenciado por relações estruturadas pelo princípio do mercado. É sobre este pano de fundo que faremos referencia a três experiências emergentes em comunidades locais, que admitem e promovem a parceria entre crianças e adultos, na gestação de alternativas sociais, através da descoberta de outras mediações possíveis das trocas de bens e serviços, e que alteram a sua posição enquanto como consumidora e cidadã. Esperamos que esta abordagem contribua para a imaginação de novos processos de inclusão mais plena das crianças nos espaços onde a sociedade pensa a sua própria transformação a caminho de maior justiça social

Palavras-chave: direitos da criança, …, palavra n.

 

Poupança para a reforma: qual o efeito da literacia económica e financeira?

 

Celeste Varum | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Universidade de Aveiro, DEGEI, GOVCOPP

 

Alla Kolyban |

Universidade de Aveiro, DEGEI

 

Resumo: Os consumidores precisam para tomar decisões financeiras que são cada vez mais complexa. Muitas dessas decisões são irreversíveis e têm implicações de longo prazo, por exemplo, para o bem-estar na aposentadoria. Os consumidores tendem a falta de conhecimento financeiro para lidar com tais decisões e ter uma perspetiva de curto prazo na tomada de decisões financeiras, ignorando a necessidade de poupar para a reforma. Neste artigo, examinamos não só a influência da literacia financeira, mas também de alfabetização econômica sobre a motivação e intenção de poupar para a reforma dos indivíduos. Neste trabalho desenvolvemos um trabalho empírico original, analisando a relação entre a literacia econômica e poupança para a reforma numa amostra de adultos em Portugal. Encontramos uma correlação positiva entre a literacia económica e / ou financeira e o comportamento de poupança-reforma, ou seja, indivíduos com literacia económica e / ou financeira mais elevada têm maior intenção e motivação para poupar para a reforma. Espera-se que este trabalho contribua para a discussão sobre a poupança para a reforma, e os resultados irão permitir a expansão do conhecimento sobre a realidade do caso Português, sendo possível comparar os resultados com outros obtidos internacionalmente.

Palavras-chave: reforma, poupança, literacia económica e financeira

Abstract: Consumers need to make financial decisions that are increasingly more complex. Many of these decisions are irreversible and have long-term implications, for example for economic well-being in retirement. Consumers tend to lack the financial knowledge to handle with such decisions and to have a short-term perspective when making financial decisions, ignoring the need to save for retirement. In this paper we examine not only the influence of financial literacy but also of economic literacy on individuals’ motivation and intention to save for retirement. For this purpose, we have implemented a questionnaire to evaluate individuals’ economic and financial literacy as well as their savings behaviour.

In this paper we go beyond the influence of financial literacy, exploring the role of broad economic literacy on individuals’ motivation and intention to save for retirement, being unique in this respect. For this purpose, we have implemented a questionnaire to evaluate individuals’ economic and basic financial literacy as well as their savings behaviour. With this data it is possible to examine a larger set of measures of economic literacy than was feasible with earlier surveys. In this work we develop a sound and novel empirical work, analysing the relation between economic literacy and savings for retirement of a sample of adults in Portugal.

We find a positive correlation between economic and/or financial literacy and pension saving behaviour, i.e. individuals with higher economic and/or financial literacy have greater intention and motivation to save for retirement. It is expected that this work will contribute to the discussion on retirement savings and that the results will allow for the expansion of knowledge about the Portuguese reality, being possible to compare the results to others obtained internationally.

Keywords: retirement; savings; economic and financial literacy

 

Simulador de Serviços Bancários On-Line como Ferramenta de Educação Financeira

 

Alexandre Fonte | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco, Instituto Politécnico de Castelo Branco

 

Ana Cruz | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova, Instituto Politécnico de Castelo Branco

 

Sandra Manso | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova, Instituto Politécnico de Castelo Branco

 

José Reis | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Escola Secundária de Amato Lusitano de Castelo Branco.

 

Resumo: Várias entidades públicas e privadas, a nível nacional e internacional, têm revelado preocupação acerca do nível de literacia financeira das populações, bem como vários estudos convergem no facto de que a maioria dos adultos e estudantes desconhece conceitos básicos sobre economia e finanças, reconhecendo-se os benefícios da oferta de um nível adequado de educação financeira aos cidadãos de todas as idades e classes, no sentido de se assegurar o seu bem-estar económico e social. No caso do Plano Nacional de Educação Financeira uma das áreas de atuação identificadas são os estudantes do ensino secundário e universitário, os quais são a população alvo do presente trabalho.

Embora o conceito de Aprender Fazendo - derivado da teoria económica - seja adequado ao treino de profissionais para aumento da sua produtividade, e em que o uso do método da simulação como ferramenta de ensino-aprendizagem é muitas vezes indispensável, este conceito também pode trazer benefícios para os estudantes do ensino secundário e universitário, uma vez que pode contribuir para o aumento do seu interesse e participação nas atividades ensino-aprendizagem de educação financeira, principalmente com o recurso às TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação).

Assente nesta ideia, esta comunicação tem como principal objetivo apresentar a ferramenta simulação de banca virtual (homebanking), desenvolvida no âmbito do projeto Be Fin€ - Educação Financeira e Empreendedorismo, PEC 265, aprovado pelo programa CIÊNCIA VIVA – Escolher Ciência: Da Escola à Universidade, da Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica. Objectivamente, esta ferramenta de simulação pretende contribuir ativamente para a melhoria da literacia financeira dos estudantes do ensino secundário e universitário, e incentivar o desenvolvimento de uma atitude empreendedora, através da sua utilização como suporte à difusão de conhecimentos financeiros junto deste público-alvo. Designadamente, suportando a realização de exercícios experimentais e a identificação do progresso ou dos aspectos a melhorar pelos estudantes.

O simulador replica várias funcionalidades e serviços bancários disponíveis nos sistemas reais de banca virtual, desde a realização de operações simples como transferências bancárias, pagamento de serviços ou carregamentos de telemóveis, mas também de operações com cartões de crédito, constituição de contas poupança, créditos à habitação ou aquisição de títulos nos mercados financeiros entre outras, simulando os requisitos necessários, mas também alertando-as para as exigências que estes contratos envolvem em termos de gestão do risco. No simulador são ainda implementados vários procedimentos de segurança existentes nos sistemas reais para sensibilização da potencial perigosidade do acesso on-line.

Durante a comunicação será realizada uma breve demonstração da plataforma de simulação.

Palavras-chave: Aprender Fazendo, Simulação Bancária, Educação Financeira.

Abstract: Several public and private organizations, at national and international level, have revealed concern about the level of financial literacy of the population, as well as various studies converge on the fact that most adults and students are unaware of basic concepts on economics and finance, recognizing the benefits of providing an adequate level of financial education for citizens of all ages and classes, to ensure their economic and social well-being. In the case of the National Financial Education Plan one of the identified areas of focus are the students of secondary and university education levels, which is also the target population of this work.

Although the concept of Learning by Doing - derived from the economic theory - is best suited in the training of professionals to increase their productivity, where the use of simulation as a method of teaching and learning tool is often indispensable, this concept can also bring benefits for students in secondary and university education levels, since it may contribute to the increased interest and participation in the teaching-learning activities of financial education; especially with the use of ICT (Information and Communication Technologies).

Based on this idea, this communication aims to present a simulation tool for virtual banking (home-banking), developed under the project Be Fin € - Financial Education and Entrepreneurship, PEC 265, approved by CIÊNCIA VIVA program - Choosing Science: From School to University, the National Agency for Scientific and Technological Culture. Objectively, this simulation tool aims to actively contribute to improving the financial literacy of students in secondary and university education, and encourage the development of an entrepreneurial attitude, through their use to support the dissemination of financial knowledge to this target audience. Namely, by supporting the achievement of experiential exercises and identifying the progress or areas for improvement by students.

The simulator replicates several features and banking services available in real virtual banking systems, starting by simulating simple operations such as bank transfers, payment of services or shipments of mobile phones, but also transactions with credit cards, setting up savings accounts, loans to dwelling, among others, simulating not only the requirements but also warning them of the requirements that these contracts involve in terms of risk management. In the simulator are also implemented several existing security procedures in real systems sensitizing potential hazards of online access.

During our communication a brief demonstration of the simulation platform will be performed.

Keywords: Learning by Doing, Online Banking Simulation, Financial Education.

 

The geography and socio-demographic determinants of literacy

 

Carlos Pinho | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

GOVCOPP/ DEGEI-; University of Aveiro

 

Mara Madaleno* | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

GOVCOPP/ DEGEI-; University of Aveiro

 

* Corresponding author; Presenter at the Conference

Abstract. Mapping literacy is important for what it reveals about the geographic and socio-demographic patterns of peoples knowledge. We all agree that geography is important and a part of our social life. However, there is still a lot to do in what concerns the geography of literacy. We describe the correlation of literacy and some important aggregate macroeconomic variables, trying to examine the extent to which differences in literacy can be explained by countries demographic and economic characteristics.

This article does not present new empirical research or new ways of testing literacy by country or by socio-demographic characteristics. Instead we decide to present a set of related data in order to see if there are distinctive geographical patterns or maps of literacy which still demand explanation. As such, this work collects insights from the literature and available data sources thus far, summarizing global world evidence on literacy, its correlates and upcoming causal investigations. It was possible to infer that much of the variation is attributable to differences in the demographic makeup of the countries. The findings indicate directions for policy makers and practitioners interested in targeting areas where literacy is low.

Keywords: Literacy; World Geography; Social, Economic and Demographic; Characteristics

 

Programa de Educação Financeira para Inclusão Socioeconômica Sustentável (PEFISS)

 

Glauco Manuel dos Santos | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Departamento de Ciências Econômias

Universidade Federal de São João del-Rei

 

Resumo: o objetivo geral do PEFISS é contribuir para a conscientização, desenvolvimento e emancipação pessoal, exercício da cidadania para inclusão econômica e financeira a partir da adoção de atitudes (saber–ser) sustentáveis. O objetivo específico do programa é contribuir para a formação, no campo econômico-financeiro e ambiental, de competências transversais sociais, comportamentais e técnicas orientadas para o desenvolvimento pessoal, familiar e coletivo de forma sustentável. Trata-se, portanto de dominar linguagem, compreender fenômenos, enfrentar situações-problemas, construir argumentação e elaborar propostas a partir dos conhecimentos apresentados em cada módulo do programa.

Os conhecimentos são de natureza quantitativa (dados e informações mensuráveis) e qualitativa (os conceitos, definições, relações, etc.) e abrangem não só a perspectiva meramente técnica e (e.g. matemática-financeira), mas também um arcabouço teórico-metodológico mínimo necessário ao desenvolvimento, de forma crítica, das capacidades cognitivas, reflexivas e criativas (abrangendo noções de história econômica geral, economia política, política econômica, sustentabilidade e meio ambiente).

A partir dos conhecimentos adquiridos são desenvolvidas as habilidades básicas necessárias à mudança para um comportamento sustentável a partir do saber-fazer planejamento orçamentário. A peça orçamentária operacionaliza as habilidades de identificar variáveis, compreender fenômenos relevantes, correlacionar informações, analisar situações- problema, sintetizar, julgar e decidir.

O programa teve inicio em maio de 2011, após ter sido aprovado em Assembleia Departamental e pela Pró-reitoria de Extensão, a partir de parceria firmada junto à Escola Estadual Dr. Garcia de Lima com o cadastramento de cerca de duzentos interessados dentre os quais cinquenta foram sorteados para participar desta primeira edição. Foram criadas duas turmas (com vinte e cinco participantes em cada uma delas), com aulas ministradas às quartas-feiras, para os estudantes com disponibilidade de horário no período vespertino, e aos sábados, para os estudantes sem possibilidade de frequentar as aulas diurnas.

Em 2012, por um lado, o PEFISS ampliou seu escopo de atuação através da elevação do número de participantes, no âmbito da parceria já estabelecida com a Escola Estadual Dr. Garcia de Lima, passando para duas turmas com cinquenta inscritos cada. Além disso, nova parceria foi firmada junto a Escola Estadual Ministro Gabriel Passos com a abertura de uma turma com quinze estudantes inscritos. Verificou-se através dos critérios de assiduidade e participação nas atividades desenvolvidas, em particular da analise (quantitativa e qualitativa) dos orçamentos mensais apresentados, que os objetivos e resultados esperados têm sido alcançados com relativo êxito.

Por outro lado, o PEFISS se articulou com o Programa Núcleos de Artes e Sustentabilidade, do curso de Teatro. Como resultado, o diálogo e a reflexão sobre alguns dos principais temas e problemas identificados durante os processos de elaboração e gestão assistida das peças orçamentárias que representam a síntese, sistematização e aplicação dos conhecimentos transmitidos em cada módulo do programa, contribuíram para explicitar as preocupações e anseios como ponto de partida para as atividades artístico-educacionais.

Neste sentido, foram realizadas diversas atividades que estimularam, de modo transdiciplinar, a troca de saberes, e a cooperação em benefício de objetivos comuns, tanto da perspectiva econômico-financeira, com a formação de um fundo de reservas coletivo, quanto do ponto de vista socioambiental, a partir da aplicação de tais recursos para financiar empreendimento artístico orientado para a abordagem crítica de temas considerados relevantes. Como resultado, tornou-se possível a produção e realização do espetáculo teatral “Pane no Sistema” e da performance de rua “O Ser que habito: uma ação que transforma”.

Em 2013, o programa teve sua importância reconhecida e ampliada com a inclusão no rol das políticas sociais, pelo poder público local, através de convênio, firmado entre a Prefeitura Municipal e a Universidade Federal de São João del-Rei, que estabeleceu parceria junto a Secretária Municipal de Cidadania, Desenvolvimento e Assistência Social com o objetivo de implementar suas atividades em diversos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), priorizando os segmentos mais vulneráveis da população. Além disto, o PEFISS foi aprovado para integrar os programas de extensão do Núcleo de Ensino à Distância da UFSJ tendo em vista sua difusão para toda a região, através de parceria celebrada com a Associação de Municípios do Campo das Vertentes.

Palavras-chave: educação crítica, finanças pessoais, inclusão não subordinada, sutentabilidade, meio ambiente

Abstract: The general objective of this program (PEFISS) is to contribute to the awareness, development and personal autonomy, the exercise of citizenship for financial and social inclusion, beginning with the adoption of sustainable  attitudes (knowing how to be). The specific objective of the program is to contribute to the development, in the economic, financial and ecological field, of social abilities, manners and tactics oriented towards personal, family and collective development in a sustainable way. So, the program is about comprehending phenomena, the specific language, problematic-situations, building the appropriate arguments and elaborating proposals of action from the knowledge presented in each module of the program.

The knowledge is of a quantitative nature (measurable data) and qualitative (concepts, definitions, relationships, etc.) and includes not only the technical perspective but also a theoretical and methodological approach necessary to the development of abilities that are at the same time cognitive, reflexive and creative (including notions of economic history in general, political economy, sustainability and environment).

Starting with the knowledge that is acquired, there is the development of the basic abilities necessary to change to a sustainable behavior, and learning how to do the planning of budgets. The budget training is the foundation of the ability of identifying variables, understanding relevant phenomena, analyzing different situations, judging synthesizing and deciding.

The program begun in May, 2011, after being approved in the Economics Department and the Extension Rectorship and having firmed an agreement of cooperation with the State school Garcia de Lima and the listing of almost two hundred interested students with a free afternoon and free Saturdays to engage in the program. There were created two classes of twenty five students, happening on Wednesdays and Saturdays, for those who were unable of attending day classes.

In 2012, the program has increased its range of acting through the increasing of participants’ number in the Garcia de Lima School, with the creation of two classes with fifty students in each. Besides that, a new partnership was created with the State school Ministro Gabriel Passos there was an opening of a new class with fifteen students. Through criteria of frequency and participation in the proposed activities, in particular the analysis of the monthly budget presented, it was verified that the expected objectives have been reached with relative success.

In the other hand, the PEFISS has articulated it´s program with the Art and Sustainability program, of the Dramatic Art course. As a result, the dialogue and the reflection about some of the main themes and problems identified during the processes of elaborated and assisted management of the budget represent the synthesis and application of the knowledge acquired in each module of the program, contributing to make clear the preoccupations and expectations as a starting point for the pedagogical and artistic activities.

In this sense there were conducted various activities to stimulate the exchange of knowledge and the cooperation in benefit of common objectives, either in the financial-economical perspective with the formation of a common reserve of funds as the social and ecological point of view, and the destination of this funds to an artistic entrepreneur oriented towards the critical dealing of themes considered relevant. As a result, it was possible to produce the spectacle “Break-down of the system” and the street performance “The being I inhabit: a transforming action.”

In 2013 the program had its importance recognized and increased with the inclusion in the public politics of assistantship through the cooperation agreement between the City hall of São João del Rei and the federal University of São João del Rei, that established a partnership with the City Secretary of Social Assistance, Development and citizenship to implement its activities in various Reference Centers of Social Assistance aiming to the most vulnerable segments of society, Besides that the program was indicated to function also through the long distance teaching program, aiming that the whole expanded region could benefit from it, though the partnership created with the city association of the region known as “Campo das Vertentes”.

Keywords: critic education, personal finances, inclusion, sustainability, environment.

 

Gestão Familiar: Uma abordagem metodológica.

Family Management: Methodological approach.

 

Rosina Ramos | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. ,

Novigesto

 

Resumo: O modo como gerimos o dinheiro tem muito de cultural; e nada influencia mais a nossa cultura do que os hábitos adquiridos pela convivência diária com os nossos familiares. Centro o meu trabalho na família pois toda ela necessita de se questionar e de, passo a passo, ir experimentando, adotando ou rejeitando diferentes comportamentos face ao consumo e investimento na busca do bem-estar pela via do equilíbrio financeiro.

Começo pela construção do -Mapa de Sonhos Realizáveis- onde todos os membros da família integram o que querem fazer. Depois dessa partilha e compromisso com o grupo, é que se passa para a elaboração de dois instrumentos  auxiliares: o -Mapa dos Ganhos- e o -Mapa dos Custos-. Estes são instrumentos de constante atualização e que englobam tanto os acontecimentos quantitativos como os qualitativos, das famílias.

Palavras-Chave: Bem Estar do agregado familiar, Gestão Financeira familiar, Mapa dos Sonhos Realizáveis, Mapa dos Ganhos, Mapa dos Custos. 

Abstract: The way we manage money has a lot to do with our cultural background; and nothing influences us more than the every-day procedures within our family. I focus my work in all  family members because all of them need questioning, step-by-step experimenting, adopting or rejecting, different behaviors towards consumption and investment in the pursuit of well-being through financial equilibrium.

I start by the construction of a -Feasible Dreams Map- where all family members include what they want to accomplish. After this sharing and group compromise, a -Map of Wins- and -Map of Losses- are constructed by all together. These are instruments in constant updating comprehending both the family's quantitative and qualitative situations.

Key Words: Family Financial Management, Family well-being, Feasible Dreams Map, Map of Losses, Map of Wins.

 

De Mesada em Mesada até ao Orçamento Familiar, A Educação Financeira dos mais Jovens – “O Jogo do Poupinhas”

From Allowance To Allowance, To The Family Budget, The Financial Education Of The Youngest - "O Jogo do Poupinhas"

 

João Paulo Tomé Calado | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

GOEC – Gabinete de Orientação ao Endividamento dos Consumidores

ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão

Sandra Gonçalves Lopes | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

GOEC – Gabinete de Orientação ao Endividamento dos Consumidores

ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão

 

Resumo: A promoção de boas práticas na área do consumo de produtos financeiros e da gestão do orçamento familiar é um desafio permanente quando se pretende que os consumidores façam as suas escolhas com base em princípios de sustentabilidade financeira.

A complexidade dos produtos financeiros aliada à falta de conhecimentos dos consumidores, por um lado, e, por outro, a ausência de planeamento conjugada com um elevado grau de miopia económica faz com que muitas decisões financeiras das famílias não sejam as mais corretas e retira aos indivíduos, enquanto consumidores de produtos e serviços financeiros, a capacidade para exigir e participar ativamente no processo de decisão que dá origem à legislação e regulamentação do setor.

A educação e sensibilização são, portanto, fundamentais não apenas quando a necessidade de escolher e decidir surge mas como uma prática diária que começa desde cedo e que se consolida com o decorrer do ciclo de vida. Assim, tornou-se premente a necessidade de passar esses conhecimentos e boas práticas aos mais jovens, para que, quando em adultos, detenham os conhecimentos e as boas práticas adequadas a uma gestão sustentável do orçamento familiar.

Face a esta constatação, iniciamos um projeto de educação financeira dos mais jovens intitulado “O Jogo do Poupinhas” e que adota a forma de um jogo pedagógico de tabuleiro que é transposto para a sala de aulas. A sala de aulas é assim transformada num tabuleiro onde os mais jovens assumem papéis do dia-a-dia, como consumidores e como lojistas interagindo numa economia de mercado onde planeiam as compras, elaboram orçamentos, familiarizam-se com o dinheiro e fazem trocos, recorrem ao banco ao multibanco e aprendem a poupar. São, desta forma, trabalhados conceitos como: a moeda, o circuito económico, o consumo, o orçamento familiar, a poupança, entre outros.

Neste jogo, os mais jovens, convivem com boas práticas de consumo, gestão e planeamento e desenvolvem aptidões de cálculo numérico.

A versão implementada destina-se a crianças dos 3 aos 10 anos de idade e foi implementada em alunos do pré-escolar e do 1º ciclo de ensino.

Pretende-se com este instrumento pedagógico que as crianças, após jogarem, sejam capazes de identificar os conceitos trabalhados na sua vivência familiar, participando ativamente, na medida das suas possibilidades, na gestão orçamental que as suas famílias praticam.

Palavras-chave: Educação financeira, orçamento familiar, consumo, poupança.

Abstract: The promotion of good practices in the use of financial products and household budget management area is an ongoing challenge when you want consumers to make their choices based on principles of financial sustainability.

On one hand, the complexity of financial products, the consumers lack of knowledge and the absence of planning combined, on the other hand, with a high degree of economic myopia causes bad financial decisions of households and deprives individuals, as consumers, of financial products and services, as well as it deprives them from the ability to require and actively participate in the decision process that origins laws and regulations.

Education and awareness are not only fundamental when choosing and deciding is needed, but as a daily practice consolidated in the course of the life cycle. The urgent need to pass this knowledge and best practices to the youngers is important, so that when adults they will have the ability, knowledge and correct practices for sustainable management of the family budget.

Due to this need, we started a project based on financial education for the younger untitled "O Jogo do Poupinhas". This project assumes the form of an educational game to be implemented in the classroom. The classroom is transformed into a live board game where youngsters take on day to day roles; consumers and retailers interact in a market economy, where they plan purchases, prepare budgets, become familiar with money, and learn how to make change, use the bank and ATM, and learn how to save. Concepts such as currency, economic cycle, consumption, household budget, and savings are developed.

By playing this games they get in contact with good consumer practices, management and planning skills, and develop the ability of numerical calculus.

The implemented version is directed to children from 3 to 10 years old, and has been used by students from pre-school to 1st cycle of education.

The purpose of this learning tool is that children can be able to identify the concepts in their family life, participating as actively as they can in the budgetary management practice with their families.

Keywords: Financial education, family budget, consumption, savings.

 

O Ensino Básico e a Educação Financeira

Basic Education And Financial Education

 

Dulce Forte | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

AESS

 

João Pedro Vieira | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

AESS

 

Resumo: A AESS (Associação para o desenvolvimento de uma Economia Solidária e Sustentável), é uma associação não governamental criada em 2013, que tem como missão formar, educar e Sensibilizar para a educação Financeira. A AESS presta aconselhamento nas áreas financeira, social, jurídica e psicológica, com o objetivo de apoiar as famílias endividadas e/ou com dificuldades financeiras e permitir que estas alcancem uma vida equilibrada e economicamente sustentável.

A literatura tem demonstrado que a falta de competências e conhecimentos na área da educação financeira podem afectar não só o indivíduo, como toda a sua família, sociedade e a própria estabilidade da economia. Cientes desta problemática e da importância de diminuir a iliteracia financeira da população foi criado o projeto €onta €omigo, que tem como principal objetivo contribuir para a criação de uma nova geração de pessoas mais informadas e conscientes dos desafios financeiros do quotidiano; promover o consumo consciente e uma maior confiança na tomada de decisões. Pretende, também, despertar o interesse da comunidade educativa e da população, em geral, para a inclusão deste tema nas escolas.

Como a educação financeira é um tema multifacetado, o €onta €omigo foi desenhado a pensar em toda a população, tendo especial atenção às crianças do ensino básico, aos jovens em risco de exclusão social, às famílias, aos seniores e numa ótica de responsabilidade social aos colaboradores das empresas. Nste projecto foi, também, criado um conceito itinerante para permitir que a informação chegue a todo o território. O projeto consiste na divulgação de conteúdos educativos ligados à educação financeira e às finanças pessoais através da realização de workshops e de acções onde se combinam, de forma harmoniosa e complementar, metodologias formativas / educativas e dinâmicas activas.

Pretendemos mostrar que a literacia financeira é uma ferramenta fundamental para cada um de nós, enquanto consumidores e indivíduos pertencentes a uma sociedade e desenvolver hábitos financeiros saudáveis que permitem o crescimento económico sustentável e que a educação financeira deve começar no ensino básico.

Palavras-chave: Economia sustentável; literacia financeira; famílias endividadas; crescimento económico; Educação Financeira

Abstract:The AESS (Associação para o desenvolvimento de uma Economia Solidária e Sustentável) is a non-governmental organization, created in 2013, whose mission is to train, educate and raise awareness for Financial Education. The AESS provides advice on financial, social, legal and psychological areas, with the objective of supporting indebted and/or families with financial difficulties and enable them to achieve a balanced and economically sustainable living.

The literature has shown that a lack of skills and knowledge in the area of financial education can affect not only the individual, like all his family, society and the stability of the economy. Aware of this problem and the importance of reducing the financial illiteracy of the population, the AESS created the project €onta €omigo, which aims to contribute to the creation of a new generation of more informed people and aware of the financial challenges of everyday life; promote consumer awareness and greater confidence in decision-making. It also intends to arouse the interest of the educational community and the public in general, to the inclusion of this subject in schools.

As financial education is a multifaceted topic, €onta €omigo was designed thinking of the whole population, with special attention to primary school children, young people at risk of social exclusion, families, seniors and a perspective of responsibility the social enterprise employees. This project has also created a traveling concept to allow information reaches the entire territory. The project is the dissemination of educational materials related to financial education and personal finance through workshops and activities where it combines in a harmonious and complementary manner, formative and dynamic methodologies.

We intend to show that financial literacy is a fundamental tool for each of us, as consumers and individuals belonging to a society and develop healthy financial habits that enable sustainable economic growth and that financial education must start at de primary schools.

Keywords: Sustainable economy; financial literacy; indebted households; economic growth; Financial Education

 

A Rede de Apoio ao Consumidor Endividado – objetivos perseguidos e atividades desenvolvidas

 

Ana Ferreira | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Direção-Geral do Consumidor

 

Resumo: “A Rede de Apoio ao Consumidor Endividado (RACE) foi criada pelo Decreto-Lei n.º 227/2012, de 25 de outubro e regulamentada pela Portaria n.º 2/2013, de 2 de janeiro,  tendo como missão apoiar  os consumidores no âmbito da prevenção ou da regularização de situações de incumprimento dos seus contratos de crédito.

A participação de entidades na RACE depende de reconhecimento efetuado pela Direção-Geral do Consumidor após o parecer do Banco de Portugal, nos termos da portaria n.º 2/2013, de 2 de janeiro.

Em julho de 2014, a Rede de Apoio ao Consumidor Endividado conta com 20 entidades que informam, apoiam, aconselham e acompanham os consumidores endividados e cujo desempenho está a ser monitorizado pela Direção-Geral tal como previsto no respetivo regime. Os serviços prestados pela RACE são gratuitos para os consumidores.

Com pouco mais de um ano de existência, a RACE assegura a  cobertura geográfica de quase todo o território nacional, através das 20 entidades que a integram e da colaboração de algumas destas entidades com municípios localizados noutros pontos do país. “

 

O (sobre)endividamento das famílias: Prevenir ou Solucionar?

 

Luísa Marabuto | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Celeste Varum, M. Clara F. Magalhães

Universidade de Aveiro, Aveiro

 

Resumo: A conjuntura atual recomenda, mais do que em outras épocas, uma especial atenção e vigilância diante da complexa problemática do (sobre)endividamento das famílias. Na última década, não só em Portugal como em muitos dos países desenvolvidos, o excesso de endividamento atingiu dimensões com grande impacto social. É neste contexto que o apoio ao consumidor endividado ganha relevância social crescente. Em Portugal, uma forma de apoio traduziu-se na criação da RACE – Rede de Apoio ao Consumidor Endividado, uma rede com 20 entidades distribuídas por todo o território, que tem como função informar sobre os direitos e deveres dos consumidores em casos de risco de incumprimento ou já em incumprimento, procurando ainda apoiar/aconselhar e acompanhar na negociação com as instituições de crédito. Estes serviços são realizados de forma gratuita e confidencial na relação com o consumidor endividado.

Esta comunicação explora a experiência do GEACE da Universidade de Aveiro, quer no contexto da prevenção do sobre(endividamento) das famílias, quer no domínio de procura de soluções ao nível da gestão do crédito.

Em termos gerais, a atuação do gabinete abre espaço à educação financeira, algo que para todas as idades e lugares assume uma importância decisiva, pois poder-se-á dizer que esta proporciona aos consumidores uma maior compreensão dos produtos financeiros permitindo adotar comportamentos adequados para uma boa gestão do seu dinheiro e créditos. É nesta lógica de responsabilidade que a prevenção se revela como o pilar de referência central, tendo por base a gestão do orçamento familiar (prevenir) e a das opções de crédito (solucionar). Conclusivamente, poder-se-á dizer que a prevenção/educação resulta como a melhor “solução” para evitar o sobre-endividamento. Com base na experiência acumulada retiram-se conclusões relativamente a estratégias de intervenção junto de determinados públicos-alvo.

Palavras-chave: sobre-endividamento; apoio ao consumidor; educação financeira; prevenção; gestão do crédito; GEACE-UA.

Abstract: The current situation recommends, more than ever, a special attention and vigilance over the complex issue of households’ (over)indebtedness. In the last decade, not only in Portugal as in many other developed economies, excessive debt reached impressive scale with significant social impact. It is in this context that support for indebted consumers gained increasing social relevance. In Portugal, a form of support resulted in the creation of RACE - Support Networking Consumer Indebted, a network of 20 organizations distributed throughout the country, whose function is to inform about the rights and duties of consumers in cases of risk default or already in default, still looking for support / counseling in negotiating with credit institutions. These services are provided free of charge and assuring total confidentially.

This paper explores the experience of GAECE-UA located at the University of Aveiro, both, in the context of prevention of (debt), and in supporting the management of the credit.

In general terms, the office opens opportunity for financial education, a matter of relevance for all ages, and of critical importance. By understanding better the available financial products, as well as fundamental principles of behaviour, consumers are likely to manager better their money and credit. Responsibility, and prevention, is a central pillar of reference, based upon efficient management of household budget (prevention) and of credit options (solve). Conclusively, it is possible to say that prevention / education results as the best "solution" to prevent over-indebtedness. Based on the experience accumulated we derive implications regarding strategies for intervention with certain audiences.

Keywords: over-indebtedness; support consumer; financial education; prevention; credit management; GEACE-UA.

 

COMPETÊNCIAS E MOTIVAÇÕES DOS ADULTOS PARA A APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA

 

Mário Carrilho Negas | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Departamento de Ciências Sociais e de Gestão

Universidade Aberta

Centro de Administração e Políticas Públicas - CAPP-ISCSP

Lisboa-Portugal

 

Resumo: Com a expansão económica, a criação de riqueza, a enfatização da democratização e o Estado do Bem-Estar Social, verifica-se um crescente reforço da democracia e cidadania nas sociedades. O papel do conhecimento e da educação como motores do desenvolvimento económico e fator de estímulo à competitividade nas economias tem tido uma crescente afirmação no contexto mundial. A sociedade atual, no que vários autores designam de paradigma pós-industrial ou da pós-modernidade onde termos como “sociedade da informação” ou “sociedade do conhecimento” moldam a relação unívoca do conceito de educação como processo de aprendizagem assente e centralizada nas estruturas que constituem o ensino formal, para passar a educação a ser entendida no contexto das sociedades pós-modernas como construção da pessoa e da sua identidade na sociedade.

As políticas da União Europeia (UE) definidas para o Século XXI enfatizam a importância da promoção da aceitação da ideia de Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV) como integrante da afirmação de uma economia do conhecimento mais competitiva, com o desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva, mas que vai mais além, ou seja, o desenvolvimento de aptidões enquanto individuo inserido na sociedade que procura através da aprendizagem ao longo da vida obter novas competência ou requalificar-se como forma de obter da sua ação na sociedade resultados mais eficazes e eficientes. A celeridade da revisão dos conhecimentos, a aplicação de conhecimentos a outras áreas distintas da área científica de origem impõe ações continuadas de atualização de conhecimentos, levanta desafios sobre as implicações pedagógicas.

Palavras-chave: Aprendizagem ao longo da vida, Sociedade do conhecimento, Atualização de conhecimentos.

Keywords: Lifelong Learning, Knowledge society, Updating knowledge.

 

Paradoxos da Decisão... financeira e não só!

Paradoxes of decision… not only financial!

José Diogo | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Ictech

 

Resumo: A educação financeira é assumida actualmente como um aspecto crítico necessitando desenvolvimento na formação dos cidadãos. O desenvolvimento tecnológico e o acesso dos cidadãos a ferramentas financeiras de complexidades diversas tornam de facto esta formação como imprescindível. Sem colocar em causa este pressuposto, nesta comunicação vamos um pouco mais longe, colocando a educação e a consequente decisão financeira como um sub-problema de um problema mais vasto que é a educação dos cidadãos para as idiossincrasias do processo de decisão em geral.

Efectivamente, o processo de decisão do ser humano é muito mais complexo e muito menos quantificável do que durante muitos anos se imaginou. O desenvolvimento das ciências de decisão reflecte exactamente o desafio de tentar perceber como decide o ser humano.

Assim, sem resolver o problema e provavelmente até complicando a sua resolução, iremos debruçar-nos sobre alguns aspectos da decisão humana, com apresentação de alguns exemplos ligados a temas financeiros. Procuraremos exemplificar como uma análise meramente quantitativa (financeira, diríamos), pode ser reducionista face aos factores que influenciam a decisão do ser humano nomeadamente, e por exemplo, em relação a alguns aspectos emocionais desse processo. Neste contexto abordaremos tópicos tão complexos como, por exemplo, os dramas do investimento, os interesses comuns em confronto com os privados, a confiança no parceiro, o valor intrínseco do dinheiro e as disponibilidades de caixa utilizando-os para realçar a importância da teoria das ciências da decisão em geral.

Palavras-chave: problemas de decisão, paradoxos da decisão, ciência da gestão, decisão emocional.

Abstract: Financial education is currently taken as a critical aspect requiring development in the education of citizens. Technological development and citizens' access to complex financial tools of various types turn this training as essential. Without putting into question this assumption, in this paper we go one step further, putting the education and the consequent financial decision as a sub-problem of a larger problem that is education of citizens to the idiosyncrasies of the decision making process in general.

Indeed, the decision process of the human being is far more complex and far less quantifiable than imagined for many years. The development of decision sciences accurately reflects the challenge of trying to understand how human beings decide.

Thus, without solving the problem and probably complicating its resolution, we will deal with some aspects of human decision, presenting some examples related to financial issues. We will seek to exemplify how a purely quantitative (financial, we would say) analysis can be reductionist to the factors that influence the decision of a particular human being, for example, in relation with some emotional aspects of the decision process. In this context we discuss topics as complex as, for example, the drama of investment, the common interest in conflict with the private one, partner confidence, the intrinsic value of money and cash availability, using them to highlight the importance of the theory of decision sciences in general.

Keywords: decision problems, paradoxes of decision, management science, emotional decision

 

A inclusão financeira da população universitária - Estudo aplicado aos alunos do IPLeiria

 

Tânia Matos Santos | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Escola Superior de Educação e Ciências Sociais

Instituto Politécnico de Leiria

 

Nuno Rainho | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Escola Superior de Educação e Ciências Sociais

Instituto Politécnico de Leiria

 

Resumo: O estudo proposto visa caracterizar os estudantes do primeiro ano da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Leiria quanto à respetiva inclusão financeira, nomeadamente no que se refere ao acesso a produtos financeiros, hábitos de gestão da conta bancária, planeamento de despesas e poupanças e critérios tidos em conta na escolha de produtos financeiros.

Os resultados obtidos evidenciam que os estudantes do ensino superior apresentam elevados níveis inclusão financeira e que não raramente recorrem a critérios subjetivos para escolher produtos financeiros.

Palavras-chave: inclusão, inclusão financeira, orçamento familiar, poupança, crédito, ensino superior.

Abstract:The study proposed intends to characterize the first-year students of the School of Education and Social Sciences of the Polytechnic Institute of Leiria, with regard to the access to financial products, bank account management, planning and expenditure savings and criteria taken into account when they choose financial products.

The results obtained show that higher education students are financially included and that they frequently rely on subjective criteria to choose financial products.

Keywords: inclusion, financial inclusion, family budget, savings, credit, higher education.